top of page

sábado, 05/11

|

Lisboa

Mulieres

“Mulieres” – retratos sonoros e poéticos do feminino no despontar da Idade Moderna

Os ingressos não estão à venda
Ver outros eventos
Mulieres
Mulieres

Horário e local

05/11/2022, 16:30 WET

Lisboa, R. de São Pedro de Alcântara 85, 1200-089 Lisboa, Portugal

Sobre o evento

Eunice Aguiar | Soprano Raquel Mendes | Soprano Patrícia Silveira | Mezzo soprano Carlos Meireles | Tenor Sérgio Ramos | Barítono Hugo Sanches | Alaúde, teorba e direção artística Maria Bayley | Harpa, cravo Francisco Luengo | Viola da gamba Carmina Repas | Viola da gamba Sofia Diniz | Viola da gamba Xurxo Varela | Viola da gamba

Romi Soares | Narração/declamadora Pedro Braga Falcão | Texto/escritor João Madureira | Compositor

PROGRAMA

I. Amores…

1. Cancioneiro do Palácio (Séc. XVI) – Que me queréis caballero 2. Orlando di Lasso (1532-1594) – Susanne un jour 3. Cancioneiro de Elvas (Séc. XVI) – Mirad que negro Amor 4. Luigi Rossi (1597-1653) – Mio ben 5. Claudio Monteverdi (1567-1643) – Lamento d’Arianna

II. Mãe

6. Pedro Escobar (c. 1465-c. 1535) – Clamabat autem 7. Luys Milan (c. 1500-após 1561) – Triste estava muy quexosa 8. Santa Cruz de Coimbra (c. 1650) – Dexad al niño que llore

III. … vita brevis

9. Giacomo Carissimi (1605-1674) – Lamento de Maria Stuarda 10. Santa Cruz de Coimbra (c. 1650) – Salió flora a coger flores 11. Manuel Cardoso (1566-1650) – Aquam quam ego dabo

IV. Epílogo

12. João Madureira (n. 1971) – Três ocasos para Susana Poema de Pedro Braga Falcão (n. 1981)

O presente programa consiste numa seleção de obras dos séculos XVI e XVII provenientes de Portugal, Espanha, França e Itália que têm mulheres como personagens principais. Cada peça conta uma história diferente na qual as protagonistas assumem diferentes papéis – mãe, rainha, amante, asceta, jovem, idosa – deparando-se com diferentes tipos de adversidade – desamor, abandono, violência, morte, assédio, tentação. Sob estas diferentes roupagens poético-dramáticas, a música alia-se à palavra na expressão de um largo espectro de estados emocionais, matizes psicológicos, posturas morais, e reflexões de natureza diversa: incredulidade perante a destruição, ternura diante da violência, sabedoria face à rudeza, inconformismo perante a enfermidade, dignidade perante a iminência da morte, resiliência contra a segregação, amor-próprio em resposta à rejeição, aceitação da brevidade da vida.

Temas basilares e perenes da vivência emocional, ética e moral da humanidade que encontram na mulher uma eloquentíssima porta-voz.

O Bando de Surunyo apresenta-se para este programa com uma formação de 5 cantores, consort de 4 violas da gamba, harpa e alaúde. Entre cada peça, a atriz Romi Soares dará voz a textos originais de Pedro Braga Falcão que gravitarão em torno dos ambientes poéticos e narrativos da música. O concerto encerra com uma obra expressamente encomendada ao consagrado compositor João Madureira, “Três ocasos para Susana”, com poesia original do mesmo Pedro Braga Falcão sobre a canção “Susanne um jour” de Orlando di Lasso.

Compartilhe esse evento

bottom of page